PUBLICIDADE

Ocorrência

Agentes apreendem maconha em pote de macarrão, além de micro celular e drogas em genitais

Um invólucro de maconha foi encontrado dentro de um pote com macarrão, na Penitenciária de Marabá Paulista (Foto: Assessoria de Imprensa/SAP)

Por Assessoria de Imprensa SAP

Mais um fim de semana se passou e mais uma vez, agentes impediram a entrada de drogas e celulares em presídios em todo o estado. Entre as apreensões, microcelulares e celulares – relógios foram destaques entre as 22 ocorrências notificadas. Na maioria dos casos, a maneira de ocultar os ilícitos foi por meio dos genitais, mas também tentaram passá-los escondidos na comida trazida pelos visitantes para os presos ou ocultos na vestimenta. Nada, porém escapa à vigilância dos agentes. Em todos os casos, as visitantes foram levadas para delegacias de Polícia para elaboração de Boletim de Ocorrência, além de serem suspensas do rol de visitas. Os presos que receberiam os ilícitos foram isolados preventivamente, além de responderem a Procedimento Apuratório Disciplinar.

Na Penitenciária de Lucélia, a unidade teve nada menos do que quatro ocorrências de apreensão em um único fim de semana. Numa das ocorrências, o ilícito era um micro celular, apreendido no sábado, 10; em outra, fios elétricos e, nas demais, drogas como: cocaína e maconha, apreendidos no domingo, 11. Em todos os casos, as visitantes levavam os ilícitos ocultos nos próprios genitais.

Além da Penitenciária de Lucélia, foram registradas apreensões na Penitenciária de Flórida Paulista no sábado, 10, e na Penitenciária de Marabá Paulista no domingo, 11. Em Flórida Paulista, a mãe de sentenciado da unidade foi flagrada na revista com um invólucro contendo maconha escondido nos genitais. Em Marabá Paulista, outra mãe de um sentenciado tentou surpreender os agentes ocultando invólucro com baralho e maconha dentro de um pote com macarrão.